5 Atividades de liderança estudantil mais engajadas

Compartilhe no facebook
Compartilhe no google
Compartilhe no twitter
Compartilhe no linkedin

A liderança estudantil é o impulso, a vontade e a capacidade dos alunos de compartilhar seus conhecimentos com os outros. Ela pode tomar diferentes formas, assim como existem diferentes personalidades. Para alguns, os projetos de liderança consistem em ensinar outros e talvez até mesmo procurar alunos mais jovens que precisam de ajuda. Para outros, as realizações de liderança são encontradas em atividades de solução de problemas para beneficiar as pessoas ao seu redor. É uma concepção errônea comum que as habilidades de liderança são apenas inatas; de fato, elas também podem ser aprendidas.

Metas de liderança do estudante

Um dos objetivos de liderança mais significativos que os pais percebem é dar a um estudante do ensino médio uma perna na admissão à faculdade. A liderança comprovada pode realmente fazer a diferença quando a competição é acirrada, e muitos dos outros alunos também têm excelentes notas e notas nos testes.

No entanto, trabalhar para uma posição em um equipe de liderança estudantil faz muito mais do que parecer bem em uma aplicação universitária. Para começar, ajuda um estudante a descobrir coisas em que ele é bom. Além disso, constrói a auto-estima. Mais importante, porém, dá aos alunos do ensino médio a oportunidade de participar da formação de lideranças e entender o que é ser um bom líder.

Atividades de liderança para estudantes do ensino médio

Como o desenvolvimento da capacidade de liderança no ensino médio ocorre em um ambiente um tanto controlado, não há problema em cometer erros. Na verdade, os alunos não podem descobrir o que é preciso para ser um bom líder até que cometam alguns erros de julgamento e vejam os resultados em tempo real. A supervisão de adultos garante que as conseqüências não vão além de alguns sentimentos feridos. A maioria das escolas de boa qualidade oferece várias oportunidades para que os alunos explorem a liderança. Em Escola de CentelhaOs estudantes podem participar de IDEAS Student Societies: Internacionalismo, Democracia, Meio Ambiente, Aventura e Serviço.

Equipes acadêmicas

Os clubes são as oportunidades mais comuns para aperfeiçoar as habilidades de liderança. Exemplos incluem a Equipe de Matemática, o Clube de Debate e os Reforçadores de Banda. Em ambientes acadêmicos, os alunos exploram seus pontos fortes. Isso dá aos estudantes talentosos uma chance de desenvolver suas habilidades e encontrar oportunidades de liderança.

Equipes esportivas

Seja o time de futebol, a torcida ou o clube de corrida pós-escolar de corta-mato, sem nenhuma maneira de competir, o atletismo é um grande negócio. Além disso, posições de liderança são fáceis de serem assumidas. Enquanto alguns são bem definidos, como o capitão do time de futebol, outros vêm quando os membros estão dispostos a pagar suas dívidas. Por exemplo, o compromisso de permitir que outros sejam ouvidos pode colocar um membro da equipe na posição de assistente de treinador.

Serviço Comunitário e Voluntariado

Muitas escolas secundárias agora exigem um certo número de horas de serviço comunitário como pré-requisito para se formar. As atividades podem incluir servir nas limpezas das praias, ser ativo na comunidade religiosa e fazer coisas na escola. Por exemplo, os estudantes mais velhos podem se juntar aos mais jovens para ajudá-los a aprender o que é estar no colegial e se destacar no meio acadêmico. Ele ensina os alunos a trabalhar bem com os outros. Eles exploram como lidar com diferentes tipos de personalidade, fazem perguntas, escutam, seguem instruções e dão conselhos.

Organizações políticas

Uma das organizações políticas de maior prestígio para participar é a ONU Modelo. Ela se concentra nas habilidades de resolução de problemas, mas realmente enfatiza a capacidade de trabalhar com indivíduos com vários conjuntos de valores. Aprender como criar um senso de trabalho em equipe é um dado adquirido. Outras oportunidades são as Alianças Estudantis e um Clube para Assuntos Multiculturais.

Publicações

O jornal da escola, o anuário ou uma revista literária poderiam ser ideais para o aluno com um presente para virar uma frase. Ele dá aos jovens jornalistas ou blogueiros um primeiro gostinho de como se relacionar com públicos multiculturais. Além disso, ele enfatiza a capacidade de dar e receber. Fazer concessões é necessário ao preencher as páginas de uma publicação, e nem todos podem estar na primeira página.

Foco nas ações

Os estudantes devem tomar essas atividades de liderança como oportunidades para desempenhar diferentes papéis. Os títulos pouco importam e às vezes podem ser uma questão de popularidade. Entretanto, a combinação de comprometimento, habilidade e vontade de fazer o que é necessário para que a equipe tenha sucesso, levará rapidamente a habilidades valiosas que parecem boas em uma aplicação universitária e se traduzem perfeitamente no local de trabalho.

Os pais podem ajudar seus alunos, dando-lhes espaço para explorar. Entrar em um programa porque é percebido como prestigioso, não ajuda o aluno se ele não tiver interesse. A longo prazo, fazer isso pode levar a uma participação simbólica que não impressionará ninguém. Entretanto, quando um aprendiz é apaixonado por algo, ele pode trazer outros em sua excitação. Isto é o que os pais querem apoiar.

Escrito por

Escola de Centelha

Spark School

A Spark School é uma escola secundária internacional híbrida, lançada pelo Transylvania College, que oferece o Cambridge International Curriculum. Envolvemos estudantes em todo o mundo para descobrir e alimentar suas paixões, acessar o conhecimento, desenvolver as habilidades e atitudes a serem cumpridas, ter relacionamentos saudáveis e ser cidadãos inovadores e globais.