Seven Tips for Acing a Virtual Secondary School Interview

While the fundamentals of preparing for a secondary school interview haven’t changed, there’s an added layer of complexity to navigate this year. With most secondary school interviews taking place virtually, students who used to worry about losing their train of thought now have to worry about losing their wifi connection as well!

However, with a little extra planning, your student can make a great impression in their virtual interview. Fay’s secondary school counseling team has decades of experience preparing students for admission interviews. We gleaned their best tips and advice for turning your child’s virtual secondary school interview into a real ativos para sua aplicação.

Não tenha medo de uma falha

You can’t predict when a technology snafu like a frozen screen or lost audio will strike, so make sure your child prepares for it instead. If they are interviewing from home, reduce the potential for technical problems by minimizing the traffic on your wifi network during the meeting. Secondly, make sure your child has a plan in case of technical difficulties. The chat feature is useful for alerting the interviewer to problems during the interview. Any admissions officer will also be impressed if your child is organized enough to start the interview by asking for their cell phone number in case technical issues arise. 

Pratique, pratique, pratique

Você já ouviu o adágio de pratique como você joga? Well, students should do at least one practice interview with an adult who is not their parent, and they should do it virtually. They can practice giving rich and informative answers to each question while also refining their virtual interview technique. Students should practice looking at the camera instead of the screen and staying still and focused. Remember that interviewers aren’t trying to stump your child. They want to draw them out and learn what makes them interesting and unique. At Fay, our eighth and ninth grade students do at least one practice interview with a member of the secondary school counseling team. In the fall, our ninth graders watch our counselors role-play the interview to learn the do’s and don’ts of interviewing well. This year, they’ll be doing all their mock interviews online.

Apresentação é fundamental

For the 20-30 minutes that the interview lasts, the spotlight is on your child, and he or she needs to dress and behave accordingly. Students should understand the school’s culture where they are interviewing, and their clothing should be neat, polished, and appropriate to the school’s dress code. In general, it’s always better to be over-dressed than under-dressed. Encourage your child to minimize any visual or audible distractions such as nervous fidgeting or foot tapping. Finally, don’t use virtual backgrounds and don’t overly curate the backdrop to your child’s interview. Your child’s background should be simple and authentic so that the focus is on them.  

Dê a seu filho uma agenda

Antes da entrevista, faça um brainstorming sobre tópicos de discussão que ressaltem os pontos fortes e os interesses de seu filho. A entrevista pode ser uma excelente oportunidade para iluminar algo que pode ser negligenciado ou deixado de fora do pedido escrito. Se seu filho é um astro do futebol de grande calibre, não há necessidade de falar longamente sobre isso. A escola certamente aprenderá sobre a situação do futebol de várias fontes, portanto a entrevista é uma oportunidade de mostrar outros pontos fortes e completar seu perfil como candidato. 

Transforme seus negativos em positivos

Durante a entrevista, muitos oficiais de admissão irão perguntar aos estudantes sobre suas fraquezas, além de seus pontos fortes. Eles querem saber o que seu filho acha desafiador e como eles lidam com as adversidades. A chave para responder a este tipo de perguntas é dar uma resposta honesta e informativa e depois pivotar e dar um giro positivo no assunto que demonstre crescimento, autoconhecimento e otimismo. Por exemplo, um estudante que possa ter lutado com organização e gerenciamento de tempo pode discutir as técnicas que utilizou para melhorar nestas áreas e dar exemplos detalhados de seu progresso.

Fazer perguntas

No final, os entrevistadores sempre perguntarão se o solicitante tem alguma dúvida. Ter algumas perguntas preparadas fará com que seu filho pareça interessado e interessante. Em um ano em que muitos alunos não estarão sequer pisando no campus de suas possíveis escolas, eles devem pesquisar cada escola cuidadosamente antes do tempo para evitar perguntar algo muito óbvio ou perguntar sobre um programa que a escola não oferece. Esta parte da entrevista é também uma boa oportunidade para revisitar um tópico de discussão preparado que não foi abordado na entrevista. Por exemplo, um de nossos alunos da Fay escreveu e ilustrou livros infantis para apresentar aos nossos alunos da escola primária. Que tema fantástico para se falar em uma entrevista! Ela poderia mencionar isso na forma de uma pergunta e perguntar se os alunos podem fazer algo semelhante na escola em perspectiva.

Resistir ao impulso de pairar

It’s going to be very tempting to listen in on your child’s virtual interview to see how they are doing, but you need to step away and give them the space to be themselves. A parent hovering in the doorway can add pressure to an already nerve-wracking situation. If your child is worried about giving responses that you approve of, it will be even more difficult for them to relax and have a genuine conversation.